quarta-feira, 3 de junho de 2015

Sonho d`anos

Talvez nunca tivesse sido enojado,
Ao menos por inteiro aquele beijo;

Tua língua tem gosto de areia em minha boca
Mas insisto em sonhar-te várias noites!
O desamor, tem gosto de terra podre
De solo infértil. Maltratado.

Outro sonho divaga no escuro
sorrateiro como quem pega de surpresa
o que é proibido;
o que não é mais teu

O mesmo sonho.

Talvez nunca tivesse sido beijo,
Ao menos por inteiro enojado.






Nenhum comentário:

Postar um comentário