terça-feira, 20 de outubro de 2009

O verde dos teus olhos

Já falei tanto no verde dos teus olhos
Que me remetem a trabalhar a imaginação:
Abraça-me e me pedi pr'eu não te soltar
Quem dera isso fosse acontecer quem dera isso pudesse me caber
Aqui dentro do meu peito, e dentro de você...

Agarra-me e me beija pr'eu não acordar,
Um sonho qu'eu desenho antes de dormir, passo à noite acordado
Em meio desespero para te descobrir.
O mistério que há em ti inteiramente destinado, apenas a mim!
Cause-me um desejo pr'eu não resistir,
Talvez eu vá aí e te agarre pelo pulso e vá te desvendar,
Tiro a tua blusa alisando o teu colo, beijo teu pescoço,
E vou descendo até onde eu puder, descobrindo cada buraco que há em ti.
Vá arranhando minhas costas,
Pegue entre as minhas pernas, e faça-se em mim.

Olho nos teus olhos verde-quase-mel
O teu sorriso é lindo quando se faz para mim, tão meigo!
O quê remete a vida sem os olhos teus,
Pra me fitarem nua como os meus?
No que serve apenas imaginar,
Se talvez eu nunca possa ir em frente?
Deixas-me só na mão, num trabalho árduo, num torduoso desejo vão,
Que me mata dia após dia num prazer sonhado
O verde dos teus olhos, tão lindo quão tudo que já vi de mais belo.

19 comentários:

  1. uau! muito bom, mas fiquei pensando aqui com os botões, tem algum suplo sentido aí??
    parabéns

    ResponderExcluir
  2. Senti um tini de poesia erótica nesse post.
    ADOREI, achei charmoso, sedutor em algumas partes e sem duvida encantador! seja lá a que tais olhos te remetem.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. NOSSA! fabuloso. Bem atrevida nas situações descritas ai hem.

    ''Me deixas só na mão, num trabalho árduo, num torduoso desejo ''
    EU ENTENDI VIU?! rs.

    ResponderExcluir
  4. Esther: duplo,triplo, todos os sentidos existentes rs.

    Bárbara: haha, fecha o cu querida rs *-*

    ResponderExcluir
  5. Nossa que lindo,uma poesia sim com um toque erótica mas não explicita,como disse o leitor acima,bem sedutor mesmo,eu escrevo algumas coisas,mas nada parecido com o que vc escreve,algo meio estranho que ainda estou pra desvendar rs mas não escrevo nada do tipo do meu blog,são só os meus dias tb,aliás eu só fiz um post pq comecei ele agora,quem sabe eu não publico algo que já escrevi tb ;D
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  6. Você tem estilo hein... vejo isso pela tua descrição !
    Parabéns !

    ResponderExcluir
  7. Lindo!
    Adorei mesmo, é talento ou inspiração?

    ResponderExcluir
  8. Parabéns pelas reflexões, obrigado por me seguir, já estou seguindo o "Recanto das Letras". Se puder, da uma passada no "Dr Vídeo" e no "Dr Google" (acredita que esse Link ainda estava livre?)rsrs.
    Ótima noite e sucesso!!

    ResponderExcluir
  9. Quem é essa dama pra quem tanto escreve heim?!
    /CURIOSAAAA

    ResponderExcluir
  10. Que lindo, Dudão.
    Gosto bastante dessa Ousadia.
    Quem me dera desvendar logo todos os burcos teus tbém...kkkkkkkkkkkkkkkkk
    Do teu consiente; mas quando escreves estás me mostrando a eles, passo a passo.
    Quero escrever pra Christina também, inspirado em Ana...não sei. Oi?! Como cheguei nessa parte?!

    ResponderExcluir
  11. Um poema sem pudores, sem regras e divisões. Quente e delicado, meigo e feroz.
    Gostei de tua forma de escrever!

    ResponderExcluir
  12. Os olhos são as janelas da alma !

    ResponderExcluir
  13. Belissimo texto, envolvente...

    safadinha *-*

    ResponderExcluir